.

.

Transformadores

.

Post 36

.

.

Postado:

Fonte:

05/08/22

Somos Diversidade

.

Sou Estagiário em Laboratório. Comecei a procurar emprego em 2018, após completar meus 18 anos, e nas primeiras vagas que me candidatei não tive um êxito muito bom, mesmo em vagas que exigiam trabalho braçal, em uma delas me disseram claramente que precisavam de um “homem”. Apos 6 meses procurando eu resolvi procurar algum projeto para pessoas trans, para diminuir esse tipo de rejeição, procurar alguém que estava disposto a trabalhar com um homem trans, foi então que eu entrei para uma vaga temporária de um projeto da Transempregos junto com uma exposição que ia acontecer no Tomie Otake, foi uma experiência muito legal porque eu conheci muitas pessoas trans que tinham vivências parecidas e compartilharam dicas para poder conseguir um emprego, após esse projeto, ainda pelo Transempregos eu consegui a primeira assinatura na minha carteira e continuei por lá por quase 2 anos, até sair no começo da pandemia, após isso consegui uma vaga de estágio na minha área de química pelo Nube, na entrevista, meus superiores foram muito educados sempre me tratando com o meu nome social, me senti uma pessoa normal pela primeira vez em muito tempo, porque mesmo na minha empresa anterior, sempre havia alguém querendo saber meu nome de registro ou fazendo perguntas invasivas, no meu emprego atual isso não aconteceu nenhuma vez e isso me deixa confortável. Estou muito feliz em estar trabalhando na minha Área e posso continuar seguindo meu sonho que é chegar na Química Forense, mesmo que pareça pouca coisa para as outras pessoas ser um estagiário, pra mim é uma conquista muito muito importante que é apenas o início de muitas outras. Quais as maiores conquistas e os maiores desafios em sua vida/carreira? Bem, uma das minhas maiores conquistas na minha primeira empresa foi ser promovido e sair da área de atendimento e ir para a área de Controle de Perdas e Qualidade, e agora foi conseguir uma vaga de estágio na minha área de Química. Bem, em relação aos desafios, acho que desde o começo na procura de um trabalho, é desgastante e desmotivador você não conseguir um trabalho por ser fora do padrão, e após ser contratado, sempre dei tudo de mim na empresa para não haver motivos para reclamar, sempre trabalhei mais, chegava a trabalhar de casa na minha folga para poder fazer as entregas nas datas corretas, era uma cobrança feita por mim mesmo, isso me consumiu de uma forma diferente, porque eu não conseguia fazer outra coisa que não fosse trabalhar, acho que em relação isso a minha maior perda foi no psicológico. Ser uma pessoa trans foi dificultador ou não teve importância nesta sua trajetória? Pode ser meio clichê, mas é um clichê verdadeiro, você pode ser o que você quiser então nunca desistam dos seus sonhos.. Para as pessoas e profissionais trans, que recado você deixaria? É importante vocês aprenderem sobre os diferentes tipos de pessoas que existem no mundo, assim vocês param de ter medo de algo que não entendem e começam a exercer empatia com essas pessoas. Nunca se sabe o quanto se pode afetar a vida de uma pessoa com um gesto de empatia. Para a sociedade, qual recado você deixaria? Que nós somos pessoas normais e temos nossos direitos e deveres como qualquer ser humano. INSTAGRAM LINKEDIN



Compartilhar esta página
 

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn


Conteúdo relacionado
 

.

.