.

.

Transformadores

.

Post 89

.

.

Postado:

Fonte:

05/08/22

Somos Diversidade

.

Sou Auxiliar de Cozinha. Tenho 23 anos e sou um homem trans.. comecei a hormonização e resolvi assumir isso pra mim e pro mundo há um ano, com 18 entrei num programa jovem aprendiz e no fim do contrato ouvi coisas como “não posso te promover por causa do jeito que você se veste” além de ter perdido algumas oportunidades de emprego por ser “diferente”. Depois de um tempo, consegui um sub emprego que não tinha nenhum tipo de preconceito, porém sub emprego na atual situação do país é um pouco complicado.. Continuei procurando até que fui indicado para a página da transempregos e em pouco tempo, após me candidatar para uma vaga já obtive retorno e agora estou empregado!!! E o melhor, numa empresa que me respeitou desde o primeiro contato.. essa sensação não tem preço! Quais as maiores conquistas e os maiores desafios em sua vida/carreira? Encontrar lugares que não tivessem preconceito e compreendessem a importância de me ausentar ocasionalmente para prosseguir com a hormonização e o tratamento médico. A maior conquista foi estar em um lugar onde os superiores reforçam a importância do respeito a identidade de gênero e não deixam que você sofra nenhum tipo de preconceito. Ser uma pessoa trans foi dificultador ou não teve importância nesta sua trajetória? Sempre foi dificultador porque os empregadores não entendem muito bem a luta de uma pessoa trans. Para as pessoas e profissionais trans, que recado você deixaria? Para que apoiem as startups que vem por aí e não desistam do mercado de trabalho pois existem sim oportunidades. E que não se contentem com qualquer emprego que não as valorize. Ser trans não é motivo para ter vergonha ou achar que você é menos que qualquer outro profissional e sim motivo de orgulho do quão forte você é e principalmente o quão capaz de qualquer coisa que você queira. Para a sociedade, qual recado você deixaria? Que não faça distinção entre as pessoas. Dêem oportunidade para o candidato mais capacitado que elas tem e não para o branco, o hetero, o cis ou o mais bonito. Todos merecem oportunidade e geralmente quem menos tem é quem mais vai dar valor aquilo que você está oferecendo. INSTAGRAM



Compartilhar esta página
 

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn


Conteúdo relacionado
 

.

.