.

.

Pesquisa

.

76% dos recrutadores consideram videocurrículo como opção

.

pesq.jpg

.

Postado:

Fonte:

14/02/22

Forbes

.

Uma pesquisa divulgada no primeiro semestre de 2021 pelo LinkedIn sugere que os vídeo-currículos estão ganhando força entre os recrutadores. Conduzida nos Estados Unidos com gerentes de recursos humanos e 2 mil profissionais à procura de emprego, o estudo identificou que, para 75% dos profissionais de RH, um currículo padrão é insuficiente para avaliar as habilidades comportamentais de um candidato. Para 76% deles, um vídeo seria útil para auxiliar essa avaliação. No Brasil, empresas como Kinoplex e Rede Globo já pediram o formato em alguns dos seus processos seletivos. “É uma forma interessante de identificar como o candidato se comunica e se comporta no ambiente corporativo”, diz Fernanda Medei, CEO e fundadora da HR Tech Medei, uma das empresas que estão apostando no formato para avaliar os profissionais.

 

A Medei adotou o formato em 2017 como forma de facilitar a candidatura de profissionais que morassem longe do escritório. Em pouco tempo, passou a identificar mais oportunidades do formato e hoje o enxerga como um diferencial nos processos seletivos. “O candidato que envia um vídeo-currículo sem que a gente peça já chama mais atenção: mostra proatividade e boa comunicação”, diz Fernanda Medei. A ideia do vídeo currículo como diferencial competitivo também é compartilhada pelos entrevistados no estudo do LinkedIn. Quase 79% dos gerentes de RH acreditam que o vídeo se tornou mais importante quando se trata de selecionar os candidatos a emprego e 61% desses candidatos acreditam que pode ser a evolução da carta de apresentação tradicional.

 

Como fazer um vídeo-currículo?

 

Fernanda Medei conta que já contratou mais de 80% do seu time por meio de vídeo currículos. Com base em sua experiência, compartilha aqui dicas sobre como gravar esse conteúdo.

 

Iluminação: Escolher uma boa iluminação é um fator importante. É necessário que a luminosidade deixe o rosto do candidato em destaque, deixando claras suas feições. Além disso, um ambiente neutro de fundo também conta pontos positivos.

 

Escreva o que vai falar: Saber com antecedência o que será falado garante uma fluidez melhor para o conteúdo. Uma técnica recomendada é escrever o que vai falar. “Quando você escreve, começa a ter clareza das informações”, diz. Também é possível ler essa espécie de “roteiro” enquanto grava. Mas, nesses casos, uma boa prática seria posicionar a folha na altura da câmera.

 

Fale sobre você: O vídeo-currículo é uma chance do recrutador conhecer melhor seu candidato. Por conta disso, pode ser uma boa ideia falar mais sobre aspectos pessoais. As informações podem ir desde a personalidade até questões mais abertas, como quais são seus hobbies.

 

Pesquise sobre a empresa: É interessante que, durante sua fala, o entrevistado mostre  conhecimento do negócio e explique quais são os motivos de querer trabalhar naquela empresa. “O entrevistador sempre gosta quando o candidato mostra ter se dedicado a estudar e entender mais sobre a companhia.”

E não esqueça de falar sobre sua qualificação, quem você é e qual é o cargo que está buscando.

 

 

 



Compartilhar esta página
 

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn


Conteúdo relacionado
 
capp.png
capp.png
capp.png

.

.