.

.

Transformadores

.

Post 133

.

.

Postado:

Fonte:

05/08/22

Somos Diversidade

.

Sou Criador de Conteúdo. Desde criança sempre tive o sonho de trabalhar com TV, comecei minha vida profissional com 16 anos sendo assistente de maquiagem da minha tia na produção de fotos publicitárias, novelas, minisséries e programas de auditório de produções independentes. Aos 20 anos consegui uma vaga de trabalho como assistente no SBT onde me profissionalizei como maquiador artístico, fiz diversas produções para o domingo legal (Et e Rodolfo) Ratinho (teste de DNA), Programa Livre, Canta e Dança com Carla Perez, Bom dia e companhia com a Jacky, Programa Fantasia e acabei sendo selecionado para produzir as maquiagens e caracterizações do programa da Disney Club (TV CRUJ) que fez parte da infância e adolescência de milhões de brasileires. Ai final do programa fui direcionado a produção de novelas onde atuei até a minha saída da emissora em 2005, no mesmo ano atuei como maquiador artístico nas produções da TV Gospel da igreja Renascer onde fazia a beleza de todos os apresentadores inclusive a Bispa Sônia. Me desliguei da emissora no final de 2006, pois mudei completamente de área. Estudei e me formei como segurança do trabalho área que trabalhei até 2016 em indústria química, alimentícia e construção civil atuava na formação de brigadistas, e na constituição de pensamentos preventivos dentro do setor de trabalho. Minha saída da área em 2016 foi crítica e dolorida, fui alvo de transfobia pela coordenação de Rh da empresa, (estava naquele momento em acompanhamento psicológico apenas) e desde aquela época precisei me virar muito como podia pois pelos meus anos de profissão minha remuneração era alta o suficiente para poder dar conforto a minha família que estava iniciando no mesmo ano é manter minha faculdade de Arquitetura e urbanismo. Nesse momento criamos o projeto do Conto de Fadas Moderno (portal informativo LGBT sobre arte, Cultura e diversidade) que mantemos até hoje nas redes sociais. Através das gravações dos vídeos conheci um casal vegano que nos contrataram em 2017 para a estruturação de eventos culturais na temática vegana, fizemos a maior festa junina vegana de São Paulo que recebeu mais de 20 mil visitantes em Junho e Julho do mesmo ano. Após o fim dos eventos, sem possibilidade de voltar a minha área de atuação entrei para o telemarketing para tentar manter minha família porém sem muito sucesso e em junho de 2018 recebi o convite para ser articulador social na unidade móvel do Centro de Cidadania LGBT Laura Vermont onde pude ter mais contato e acesso às demandas da comunidade e através do Centro criar ações sociais com beneficiários do programa Transcidadania e artistas e ativistas após o termino do edital permaneci desempregado até o mês anterior porém pude estar mais próximo daquele sonho de criança, pois atuei na produção de filmes e cinema e me dediquei muito mais as aulas de teatro e expressão. Quais as maiores conquistas e os maiores desafios em sua vida/carreira? Poder me sentir um ser adaptável às adversidades e poder realizar meus sonhos de criança. Ser uma pessoa trans foi dificultador ou não teve importância nesta sua trajetória? No momento de perda da minha estabilidade financeira foi muito difícil são 4 anos tentando me recolocar como mantenedor do patrimônio que conquistei me minha vida. Para as pessoas e profissionais trans, que recado você deixaria? Nunca desista do seu sonho, a vida pode dar a volta que for mas se você estiver focado e confiante seu momento chega, persista! Para a sociedade, qual recado você deixaria? Deixe suas convicções e crenças do lado de fora do seu escritório, seja inclusivo, respeite as diferenças, abrace as pessoas, escute mais do que fale, Deus pode falar contigo através de uma travesti, não julgue ame… INSTAGRAM FACEBOOK MEU CANAL NO YOUTUBE



Compartilhar esta página
 

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn


Conteúdo relacionado
 

.

.