.

.

Transformadores

.

Post 158

.

.

Postado:

Fonte:

05/08/22

Somos Diversidade

.

Sou especialista em diversidade e inclusão. Vim de família humilde e fui o primeiro a fazer um bacharelado. Quando estava no final do primeiro ano da faculdade minha mãe descobriu um câncer, e acabou investindo o pouco de recursos que tinha no tratamento. Eu era bolsista de 80%, mas ainda tinha que pagar os 20% mais a passagem, livros e xerox. Resolvi aceitar qualquer estágio, desde que me permitisse continuar estudando. Me graduei, fui efetivado em uma empresa na área de RH, mas resolvi cursar logística, passei no Centro Paula Souza e fui para a segunda graduação, comecei ingressei na área de logística, quando estava quase terminando o curso meu pai tentou me matar, na época eu era assumidamente lésbica. Saí de casa e vim para SP, fiquei uns meses desempregado, e comecei o processo de autoconhecimento, me reconheci trans, consegui um emprego para pagar os boletos, mas não dava para pagar a transição de gênero, então consegui passar como terceiro na Suzano S. A. que me proporcionava um bom convênio, comecei a hormonioterapia, fui efetivado e acolhido na empresa, descobri meu amor e realização por diversidade e inclusão e fiz a minha segunda transição importante dentro da Suzano, a de carreira, saí de logística e fui para a área de RH. Hoje presto algumas consultorias no tema de Gênero e Sexualidade, transexuais no mercado de trabalho e estou na Raízen Energia, mas sem deixar de lutar para que mais de nós, públicos vulnerabilidades possam ingressar no mercado de trabalho. Quais as maiores conquistas e os maiores desafios em sua vida/carreira? Maior desafio: apoio familiar inicial, amoroso, afetivo e financeiro. São muitos altos e baixos. Maiores conquistas: fazer a transição de gênero, realizar a mastectomia, trabalhar com o que amo e ver o impacto na vida das pessoas. Ser uma pessoa trans foi dificultador ou não teve importância nesta sua trajetória? Sempre tem desafios. É preciso muita coragem, força e ser anti-frágil. Para as pessoas e profissionais trans, que recado você deixaria? Vamos ocupar tudo, nosso lugar são todos os lugares. Para a sociedade, qual recado você deixaria? Seja a mudança positiva que você quer ver no mundo. Faça a sua parte. INSTAGRAM LINKEDIN MEU PODCAST



Compartilhar esta página
 

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn


Conteúdo relacionado
 

.

.