.

.

Transformadores

.

Post 40

.

.

Postado:

Fonte:

05/08/22

Somos Diversidade

.

Minha formação e Técnica em Estética e cosmetologia, Graduanda do último ano de Biomedicina na Uninove. Atuo como Técnica de biologia molecular. Tive o início aos 18 anos , buscando não ter que seguir o rumo da prostituição, pois sempre escutei das amigas e colegas que deveria não ir para este caminho. Eu já havia feito curso de maquiagem, mas não era uma área fácil, acabei sendo acolhida no telemarketing. Área que que na época além de hospitais ( Tec. De enfermagem) e cabeleireira eram as únicas outras possíveis oportunidades, mas que exigiam curso. Passei maior período profissional em telemarketing, cursei então estética para sair do callcenter que cansa mentalmente o profissional e não tem remuneração equivalente. Entrei na Estética durante o próprio curso, e atuando nela descobri a necessidade que gerou vontade, de cursar biomedicina. Voltei ao lado empresarial em uma startup que me recebeu muito bem, e apresentou a cultura inovadora e linda desse “mundo”. Atualmente estou na área da saúde já, acabei de entrar na área de diagnóstico moleculares. ( Biologia molecular). Quais as maiores conquistas e os maiores desafios em sua vida/carreira? Acredito que todas, desde dos sim aos não em cada empresa e entrevistas que fiz. Na hora dói, durante dias e meses ocorre até a culpa , a incerteza , o medo do futuro e constante . Mas toda essa adrenalina, vêem me trazendo grandes lições e aprendizado. De uma pessoa adolescente se aceitando e com medo extremo do futuro, a uma mulher transgênero que está criando uma carreira e tem muitos lugares a alcançar e coisas a conhecer . Empolgada e com medo, mas o medo ele é essencial para me manter lúcida e confiante. Já escutei tantas coisas ruins em empresas, com fundo preconceituoso. Ainda tenho até hoje situações e ocorridos, mas todas me fazem lembrar das pessoas que mudei o pensar de pessoas trans , ao trabalharem comigo. Ser uma pessoa trans foi dificultador ou não teve importância nesta sua trajetória? É uma baita cruz, carrega só quem tem força. Todas sobreviventes. Para as pessoas e profissionais trans, que recado você deixaria? Não desistam de si, seu melhor ídolo é você. Para a sociedade, qual recado você deixaria? Sobreviveremos sempre, e evoluiremos constantemente. INSTAGRAM



Compartilhar esta página
 

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn


Conteúdo relacionado
 

.

.