.

.

Transformadores

.

Post 46

.

.

Postado:

Fonte:

05/08/22

Somos Diversidade

.

Sou Estagiárie. Desde que comecei a trabalhar, com 14/15 anos, estive em lugares que degradaram minha saúde mental e foi uma grande luta para aos poucos, vencer a depressão e a ansiedade diariamente, por conta desses empregos e vivências completamente tóxicas. Estou em busca de um emprego que envolva meu amor pela arte, e a minha missão aqui nesse mundo que é trazer o questionamento, informação, desconstrução e evolução através da arte. Serei muito feliz em atuar na minha área e viver do que sempre sonhei. Quais as maiores conquistas e os maiores desafios em sua vida/carreira? A maior conquista seria encontrar um emprego que me faça bem e me tratem da maneira correta, sem sofrer transfobia. O maior desafio é vivermos no país que mais mata pessoas transvestigêneres e que mais nos invisibiliza, nos deixando sem oportunidades. A oportunidade só existe pra quem tá dentro do “CIStema”. Ser uma pessoa trans foi dificultador ou não teve importância nesta sua trajetória? Sim. É extremamente desgastante ter de passar por transfobia e comentários diariamente. É desgastante precisar TODOS OS DIAS afirmar a própria identidade e explicar pra todo mundo tudo, sendo que muitas delas nem querem entender. Para as pessoas e profissionais trans, que recado você deixaria? A gente vai conquistar nosso espaço e será um TRAVIARCADO LINDO. Para a sociedade, qual recado você deixaria? Incluam pessoas trans. O contato com a diversidade só traz benefícios, desconstrução e evolução pra uma sociedade que até então é heterocisnormativa, limitada e conservadora. INSTAGRAM



Compartilhar esta página
 

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn


Conteúdo relacionado
 

.

.