.

.

Transformadores

.

Post 71

.

.

Postado:

Fonte:

05/08/22

Somos Diversidade

.

Sou apresentadora de eventos, tenho uma trajetória de 20 anos como artista LGBTQIA+ atuo também como atriz seja no humor com stand-up ou em cinema e teatro, tenho uma formação em coaching pessoal pelo instituto IBC, atuo como palestrante em escolas pública, empresas, e entidades onde falo sobre identidade de gênero, bulling. Comecei minha carreira primeiro como drag, sou natural do Rio grande do sul, mas radicada em Santa Catarina na cidade de Florianópolis. Tenho em meu currículo um atuação em programas e radio como apresentadora, sou apesentadora fixa nos eventos como pop gay (maior concurso de de fantasias de drags do sul do pais) evento esse que esta com 28 anos de historia e há 18 anos sou a mestre de cerimonias. Também faço parte a fundação da parada de Floripa onde estou a 14 anos. Hoje sou considerada o nome mais popular do nosso estado. Quais as maiores conquistas e os maiores desafios em sua vida/carreira? A maior conquista foi ter chegado no estado de SC sem ter nada nem conhecer ninguém, zerada de grana e ainda com muitos conflitos de descoberta, ter superado meus limites e hoje ser um dos nomes mais lembrados no estado, como referencia de superação e vitoria. Ser uma pessoa trans foi dificultador ou não teve importância nesta sua trajetória? Sempre que se é uma pessoa trans precisamos provar o tempo todo nossas capacidades, sofri quando decidi assumir minha condição como trans, por ja ser uma artista na época gay e já representando o estado como figura LGBTQIA+, senti uma resistência na própria classe que não aceitava serem representados por uma trans, mas hoje entendo que meu papel foi quebrar esse preconceito mostrando mudando a visão da nossa população. Para as pessoas e profissionais trans, que recado você deixaria? Jamais desistam de seus ideias, não deixe que a sociedade decida em que lugar você deve ficar, você tem o direito de ocupar qualquer espaço que queira ocupar. Para a sociedade, qual recado você deixaria? Quando nos fecham as portas e nos privam das oportunizardes, não somos só nos que perdemos, pois você esta perdendo uma grande oportunidade de ter um grande profissional ou um amigo que por conta do seu preconceito ou sua crença distorcida. O preconceito nos mata a cada dia, pense que você esta sendo responsável por isso. INSTAGRAM FACEBOOK YOUTUBE



Compartilhar esta página
 

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn


Conteúdo relacionado
 

.

.